segunda-feira, 1 de junho de 2009

CASAS NO JAPÃO

POLIEDRO DO ARQUITETO YASUHIRO YAMASHITA
ACIMA CASA PROJETADA PELO ARQUITETO HIROAKI OHTANI E ABAIXO CASA-ATELIÊ PROJETADA PELO ARQUITETO SHUHEI ENDO.
Quem me conhece sabe da minha paixão pelo Japão.Tudo relacionado ao Japão eu amo e claro que a Arquitetura me encanta.Os japoneses precisam de muita criatividade para fazerem lindas casas em espaços tão pequenos.O Japão precisa lidar com uma densidade demográfica em seus acidentados 378 mil km2,onde vivem quase 130 milhões de pessoas ou seja 70% da população brasileira.O metro quadrado no Japão é caro por isto o número de lotes é reduzido,mas as pessoas não acham isto um problema.
O meu único problema seria morar em uma casa pequena pois além de comodista nunca morei em casa pequena e não conseguiria me adaptar mas...se tratando de Japão eu pensaria com carinho afinal não daria para morrer (ah sim eu sou claustrofóbica rsrsrrs).
Os apartamentos no Japão tem em média 35 m2 ,um terreno de 100 m2 é considerado luxo.Alguns arquitetos combinam materiais de forma inovadora para reduzir a espessura nas paredes.
Na primeira foto vemos o famoso poliedro em uma esquina de 45m2 ,desenhado pelo arquiteto Yasuhiro Yamashita do Atelier Tekuto.Moldada em concreto armado numa estrutura metálica chamada rigid frame(apropriada a locais sujeitos a terremotos) a construção tira o peso do espaço pequeno.
A casa-ateliê projetada pelo arquiteto Shuhei Endo conhecido por suas experimentações metálicas,emprega um sistema único para uma das paredes externas e cobertura,o restante dos fechamentos emprega drywall e madeira.A casa-ateliê tem 158 m2 e fica localizada em Maruoka-Cho,concilia o espaço residencial e o comercial sob o mesmo teto.O escritório ocupa a porção voltada à rua,enquanto os quartos ficam na face dos fundos.
Num lote de 33 m2 com 2,90 de largura quase encostada nos vizinhos está estruturada com barras horizontais pré-fabricadas de concreto reforçadas internamente com cabos de aço e presas umas as outras com varas metálicas.O arquiteto e morador Hiroaki Ohtani encaixou degraus,prateleiras e cabides.A luz entra pelo topo da construção,que tem 7,60 m de altura,pela fachada envidraçada e pelas frestas que criam perspectivas numa estratégia para ampliar o espaço.

3 comentários:

  1. GOSTEI DESTA CASAS TEM UMA ARQUITETURA MUITO INOVADORA AQUI NO BRASIL AS CASAS SÃO UMAS IGUAIS AS OUTRAS PRECISA INOVAR.

    ResponderExcluir